Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diario de uma emigrante

Um blog, de auto-ajuda, criado para partilhar a minha experiencia de vida e o meu dia-a-dia. Contado na primeira pessoa, enquanto emigrante, na Republica da Irlanda, desde 2005.



Terça-feira, 13.05.14

3 PASTORINHOS

Hoje e dia 13 de Maio de 2014.

Como nao acredito em coincidencias...

QUERO AGRADECER A 3 PESSOAS MUITO IMPORTANTES NA MINHA VIDA.

A 3 Pastorinhos que assistem a pequenos milagres diariamente, sem saberem.

A ti Sandra, que sem saberes me ensinaste algo de muito importante e que ainda nao tinha conseguido perceber.

Algo tao simples e tao complexo, como:

OS AMIGOS SAO COMO A FRUTA!!!

Com o tempo, sem eu propria saber como, foste-me mostrando que ha amizades e amizades.

Isto foi dificil de entrar na minha cabeca, ora nao fosse eu 8 ou 80.

Ou sao amigos ou nao sao... dizia eu, sempre.

Aprendi contigo Sandra, o que vou aqui partilhar e as conclusoes que me levaste a tirar.

Ha amigos favoritos, os que adoramos, como a nossa fruta favorita.

Pode ser apenas um ou podem ser mais.

Depende de pessoa para pessoa.

Ha os amigos que gostamos muito.

E mais uma vez, a quantidade sera sempre relativa.

Ha os amigos que gostamos.

Os que nao gostamos muito.

Os que gostamos pouco.

Os que nao gostamos.

Os que nao toleramos nem o cheiro.

Os que o nosso organismo, ja nao tolera.

Os que nao gostamos por causa das pevides, como o tomate, por exemlo. Mas que se eles vierem sem pevides ate vamos comendo.

Os que detestamos.

Os que nem conhecemos ainda.

Os que ficamos alergicos.

Os que somos alergicos, desde o primeiro instante.

Os que enjoamos de tanto comer.

EXATAMENTE COMO A FRUTA.

E quando penso que posso associar uma fruta a cada exemplo, percebo que ela e sempre chamada de fruta, mesmo que nao gostemos.

E quando percebi isso, percebi que realmente posso dizer que tenho amigos de todos os sabores.

Sendo fiel a mim mesma, percebi que nao tenho que gostar de todos os amigos, como nao tenho que gostar de todas as frutas.

Sandra, I LOVE YOU.

O meu segundo agradecimento vai para ti, Xana.

Ja agora aproveito para esclarecer que ha uns 20 anos, eu nao gostava nadinha da Xana. Com o passar do tempo e ha uns meses atras, reencontramo-nos e comecei a gostar desta Xana. Foi realmente estranho, mas ambas sabemos, que talvez fosse o paladar, que esta agora, com a idade, mais apurado e a precisar de novos sabores.

Ja tive oportunidade de te dizer, o quanto me tens ensinado, tambem..

Ja ha muito tempo, que quero escrever sobre o que aprendi contigo.

Hoje chegou o dia.

Insististe que fosse a tua casa e conhecesse a tua vida.

Fiquei chocada e disse-to.

Fui sempre sincera contigo, talvez ate demais.

Estava habituada a ir a casas arrumadas ou ate demasiadamente arrumadas.

A tua ''confusao'', fez-me confusao, muita confusao.

Ate um dia...

O dia, em que mais uma vez, li um texto de Eduardo Sa, que falava dos macaquinhos no sotao.

Macaquinhos no sotao e o nome que se da aos problemas, dos quais as pessoas nao falam ou nao querem falar, mas que ficam a pensar sobre eles e a remoer sobre eles.

Por vergonha, por medo, etc.

A verdade e que nao ficam ''arrumados'' na nossa vida e tentamos esconder, mesmo que quase sempre, sem muito sucesso.

Acabam por nos atormentar a vida toda ou ate que lidemos com eles de forma eficaz.

Eficaz, no sentido de falarmos sobre eles, ate que nao nos atormetem mais, que fiquem esclarecidos para nos mesmos.

Mal acabei de ler esse texto, percebi que eu fui habituada a guardar no sotao da minha casa, tudo o que nao quero a vista.

Tal como os sentimentos.

Por diferentes razoes.

Por nao ter tempo de me desfazer seja la do que for.

Por nao ter coragem de deitar fora.

Por nao saber o que lhe fazer.

Por uma serie de possiveis razoes.

Percebi nesse instante, o que se tornou obvio, para mim.

Eu tinha e tenho efectivamente imensas coisas no meu sotao.

Eu tinha e tenho efectivamente imensos bichinhos no sotao.

Fui ensinada assim.

Qualquer coisa que precise de mais atencao, para se resolver, vai para o sotao.

Para ambos, os sotaos.

Depois, um dia, pode ser que la volte e resolva dar uma arrumadela ao sotao.

Pode ser...

Nesse instante, percebi a raridade que es.

A sortuda que eu sou em te ter no presente, na minha vida.

Tu nao arrumaste nada, na tua casa.

Pelo contrario.

Es mae, como eu, de 3 criancas e ainda trabalhas fora de casa.

Nao tens uma senhora que te ajude ou limpe a casa.

Nao tens muitas ajudas, sequer, aos meus olhos.

Fazes o que podes e o que consegues.

Mas hoje, entendo que a tua casa e apenas um espelho de quem tu es.

Uma pessoa que tem tudo a vista de como realmente e.

Sem macaquinhos no sotao!!!

O que es e o que mostras ser e ponto final.

E invejo-te por isso.

E todos aqueles que forem a tua casa e ainda te julgarem, acredito ser aqueles, que mais tem macaquinhos no sotao.

Tu, Xana, ajudas-me a ir tirando o meu lixo, do sotao.

Hoje em dia, ja raramente mando alguma coisa para o sotao.

Posso e passar dias, as voltas, ou ate semanas, para saber o que fazer, com determinada situacao.

Alias, pelo contrario, peco ajuda ao To, para me ajudar a ir tirando, todo o lixo de ambos os sotaos.

ADORO-TE.

Obrigada To.

Pois so tu estas comigo ha tempo suficiente para perceberes, que a primeira vez que te pedi para tirares tudo de casa e pores tudo no sotao, foi quando perdemos a Leonor.

Ao longo dos anos, tens-me ajudado a levar coisas pra cima, sem muitas perguntas.

E sempre que preciso, ajudas-me a traze-las pra baixo.

AMQM.

 

Beijinhos de Mim.

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diario de uma emigrante às 14:03


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2014

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031