Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diario de uma emigrante

Um blog, de auto-ajuda, criado para partilhar a minha experiencia de vida e o meu dia-a-dia. Contado na primeira pessoa, enquanto emigrante, na Republica da Irlanda, desde 2005.



Quinta-feira, 17.07.14

Os Brinquedos, o Autocarro e as Cordas!

Esqueci-me de trazer brinquedos para os miudos.

Bolas, bolas, bolas!!!

Trouxe os tablets deles, va la.

Hoje em dia, estou num processo de aprendizagem, ao aceitar o facto de nao ter de ser perfeita.

Esqueci-me e prontos!!!

Olha, paciencia.

Alguma coisa se ha-de arranjar ou entao chegando ao destino, compro alguns brinquedos e fica o caso arrumado.

Pensei eu, assim que saimos do Porto.

Ao longo do primeiro dia, fui-me espantando com os meus filhos, mais uma vez.

Com o JP ainda adoentado nao podemos sair muito de casa.

Mas os miudos tem-me demonstrado, mais uma vez, que nao precisamos, mesmo de muito para sermos felizes.

E eles muito menos.

Eles apenas precisam do essencial da vida e do suficiente para serem felizes.

Eles nao tem os vicios dos adultos, nem muito menos, qualquer tipo de prazer nas ostentacoes materiais.

Ontem brincaram com as molas da roupa e construiram pistolas, como se de legos se tratassem.

''Matavam-nos'' e depois nos tinhamos que ''acordar''...

Achavam piada aos adultos fecharem os olhos e abrirem, as suas vozes de comando.

Percebi que achavam piada ao jogo, por esse motivo e apenas com essa intencao.

Entao nao me importei de entrar na brincadeira, depois de percebida a intencao.

Fomos ao pequeno parque, que tem ao fundo da rua, ao final do dia.

Andaram de baloico e escorrega.

Depois pegaram nas pequenas pedras do chao, do parque, e comecaram a atira-las para um campo abandonado.

E estiveram, desta forma, entretidos, mais uma boa meia hora.

Esta brincadeira, fez-me lembrar, e certamente, tambem a eles, de casa, da Ilha.

Pois assisto a mesma brincadeira dos tres, inumeras vezes, quando vamos a praia e a mare esta cheia.

Adoram atirar as pequenas pedras para a agua.

E eu adoro ve-los a brincar assim.

Sem muito de material, mas com o que considero de mais essencial da vida, O AMOR.

Com os nossos coracoes, a transbordar de AMOR.

Confesso que de alguns meses a esta parte, ha alguns sentimentos, que percebo que sao fundamentais para eu ser feliz.

Que o Amor e fundamental, mas que ha outros igualmente importantes.

A Confianca, ou se preferirem, a auto-estima, e outro desses sentimentos.

Tenho sentido isso, cada vez mais.

Ja nao me sinto culpada, por ser uma pessoa mais confiante, ou querer ter, ainda mais confianca, em mim propria.

Pelo contrario.

Ter confianca em mim, ouvir a minha voz interior, tem-se revelado como uma escolha essencial para a minha felicidade.

A unica escolha logica, alias.

Ouvir-me a mim mesma, faz-me querer continuar, e cada vez mais, a seguir o caminho que escolho para mim propria.

Nao posso apontar o dedo a ninguem.

Nao ha culpas a atribuir a nao ser a mim mesma.

E dizendo isto, ao mesmo tempo que luto a cada dia para ser um ser humano melhor, percebo tambem, que so o posso ser, se acima de tudo, me aceitar totalmente e me permitir errar.

E nesta logica acabo por nao apontar o dedo a ninguem.

Vou aceitando e procurando as coisas positivas na vida, que Deus me deu.

E um processo que estou a adorar, confesso.

Sinto-me a renascer.

Lembro-me agora, ao escrever, que pressentia algo desta dimensao, ha umas semanas atras.

E disse-o aqui.

Acho e que nao tinha a plena consciencia, que ja me encontrava a caminho.

Cada vez mais, percebo claramente, que nao e um caminho facil, ou entao, todos o encontravamos e o faziamos.

Mas sei que e definitivamente um caminho possivel e que existe mesmo.

O caminho de que falo e o de perceber, o porque que nos devemos colocar em primeiro lugar, no topo das nossas prioridades.

Perceber que tudo o resto vem naturalmente por acrescimo, com luta e determinacao, e extremamente gratificante.

Hoje em dia, ao olhar para mim mesma, ja nao vejo aquela Carla que sentia pena das pessoas, que nao tinham auto-estima, e que por isso, se sentia culpada, quando a sentia, em pleno; ou pelo contrario, sentia uma necessidade de a mostrar ao mundo.

Talvez fosse esse meu lado de 8 ou 80.

A verdade e que hoje, olho a confianca em mim, de forma diferente.

Lembro-me da Bela, pela altura do Natal, me ter alertado para esse facto.

Lembro-me da Joaninha, uma menina que me vai seguindo, por estas bandas, me ter alertado tambem.

De certa forma e bem diferente da Sandra, claro.

E de muitas, mas mesmo muitas outras queridas amigas e amigos, que hoje, sei que me vao acompanhando, a distancia.

Lembravam-me que as minhas palavras que partilho neste Diario e as minhas atitudes, perante a vida, as inspiravam e poderiam inspirar muito mais pessoas.

Sei tambem, muito bem, das que, pobres coitadas me parecem querer sugar o sangue.

A essas vou-lhes sorrindo e dando um pouco da minha atencao, tambem.

Acredito que e o que buscam, apenas atencao.

Nao o fazem por mal, mas apenas por nao saberem fazer melhor.

Secretamente deixei de ter pena delas.

Secretamente espero que de alguma forma as inspire a quererem, tambem, como eu, apenas mudar para melhor.

Hoje apercebo-me, longe de tudo e todos, que ninguem tem mais paciencia para as eternas vitimas das suas proprias escolhas.

E pa...o autocarro da vida e gigantesco.

Apanhem-no.

E so quererem.

Corram um pouco, va la.

Se tem perninhas, entao corram.

E se nao tem, apanhem a corda que, diariamente, Deus vos lanca, com as duas maos.

Apertem firme e subam, va. Subam.

Mas se nao o fizerem, por favor, parem la de achar, que quem corre para o autocarro, todos os dias e/ou apanha a corda, que Deus nos envia, todos os dias, sao apenas afortunados.

Uns ate podem parecer que sao, mas serao mesmo?

Beijinhos de Mim

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diario de uma emigrante às 15:50


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031