Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diario de uma emigrante

Um blog, de auto-ajuda, criado para partilhar a minha experiencia de vida e o meu dia-a-dia. Contado na primeira pessoa, enquanto emigrante, na Republica da Irlanda, desde 2005.



Terça-feira, 15.04.14

OBRIGADA QUERIDA....E ATE UM DIA DESTES!

Os adultos tem medo de se despedirem das criancas, que sabem que vao partir.

Os adultos acreditam erradamente que ha sempre esperanca de se vencer a doenca.

Negam e criticam quem se despede, com alguma antecedencia.

Como que isso desse azar, como que fosse mudar o curso natural da vida, das coisas.

Mas aqui estou eu a despedir-me de ti com a antecedencia necessaria, para que te possa dizer tudo o que desejo.

Espero nao me esquecer de nada.

 De qualquer das formas, como acho que entre ambas houve uma telepatia que para alguns e dificil acreditar, tu sabes que se me esquecer de te dizer, hoje tudo, depois logo te digo o resto, se assim precisar.

Obrigada querida!

Obrigada por me teres dado a coragem de ser dadora de medula ossea.

Obrigada por me teres possibilitado com o teu exemplo de vida, ensinar umas licoes ao JP.

Acredita que ele aprendeu, desde entao, o que e a solidariedade. O dificil agora e trava-lo de ''dar a camisa''....ihihihihih

Obrigada por teres colocado a Sandra no meu caminho.

Desde que a conheci a minha vida tem mudado, pois ela tem-me tornado um ser humano, muito melhor.

Tenho aprendido imenso com ela, sabes....ela entende-me em quase tudo.

E no que nao entende, esforca-se.

E no que nao acredita, respeita-me.

A minha auto-estima desde que a conheci subiu e ela nem imagina o quanto.

No verao passado tivemos quase para nos encontrarmos no Algarve.

Mas Sinto que va ser este ano...ihihihi

Ah falar em Algarve...

Tenho que estar muito grata pelo que o maridao fez por mim. Sabes que foi ele que ficou com os 3 mosqueteiros, o dia todo, enquanto eu me levantei de manhazinha e apanhei a camioneta para Lisboa, para te ir visitar.

Ele e os meninos tinham ido comigo escolher a tua prendinha....a maquina fotografica, lembraste???

Comecei a pensar que depois de tantas fotos que te tiravam diariamente, havia de ser giro, podermos ver aquelas que TU captavas com uma maquina fotografica.

Que pena nunca ninguem nos ter mostrado, nenhuma....

Estavas em isolamento, pois tinhas tido o teu dador!!!

Estavas com as roupinhas que te tinha mandado, nos teus anos, acho.

Perdi a conta dos pijaminhas, das cuequinhas, das t.shirts, dos calcoes....mas a verdade, e que a tua mama reconhecia e chegou-me a dizer uma das poucas vezes, que falamos ao telefone: ''A Carla que veste a minha filha...''

Claro que fiquei emocionada e ate um pouco vaidosa, confesso.

Mas como eu e o To gostavamos de ter tido uma menina....tu acabaste por ser um bocadinho a menina que nunca tivemos.

Sabes que desde que te vi pela primeira vez, houve qualquer coisa muito forte que senti e nao consigo explicar.

Sempre soube que irias conseguir um dador! Todos sabem disso.

Comecei a querer ajudar-te.

Mandei dinheiro para a tua mama.

Mandei-te roupinhas, pijaminhas e as duas bonecas, na pascoa passada.

Mandei-te roupinhas nos teus anos e a mochilinha, lembraste???

Quando te visitei, entao, pediste-me boneca e eu mandei-te uma boneca, ainda do Algarve.

Mas sei que gostaste da maquina, sua safada...estavas a fazer umas fitinhas de mimalhice e depois comecaste a tirar fotos e nao querias parar. eheheheheh

Mal comeste....

Sabias quem eu era....A Carla da Irlanda!!!

Mas nao sabias o que era um aviao....e o meu coracao parou por um segundo.

Percebi que andavas dentro e fora desse hospital, mesmo ainda sem teres idade de perceber o que era um aviao...e prometi-te que assim que pudesses viajar eu havia de te mandar os bilhetes para vires ca com a mama. E ias ver o que era um aviao e.... andar num!!!!

(Olha o meu Migas esta a andar num, neste preciso momento, em que te escrevo, esta a ter essa sensacao...mas ele nao e como tu. Pelo menos que saibamos, nao tem essas asas como tu...ihihihihh)

Em Setembro la te mandei mais umas roupinhas e no Natal, quando estava a pegar num casaquinho para comecar as compras de Natal para ti, SENTI que nao valia a pena....

Eu nao quis acreditar. Fiquei imovel no meio da loja, incredula...

Depois de tudo, era a primeira vez que eu tinha sentido que TU, tambem ias partir.

Sabia que querias ser enfermeira quando crescesses e comecei a procura do que te mandar.

Brinquedos e nao roupas.

Percebi que precisavas mais de ser crianca do que eu de te enfeitar.

Mesmo sabendo que tambem precisas de roupinhas e que davam imenso jeito para a Tia Fatima, para Ana e para a mama, tas vestirem.

Mas acabei por nao mandar nada. Estava ja incredula e em choque.

Desculpa-me.

Lembro-me que a Tia Fatima me recebeu como se eu fosse da vossa familia.

Lembro-me do bacalhau com natas dela, do pudim e ate do cafezinho, que tomamaos a correr, para te irmos visitar.

Lembro-me do teu quartinho, que me fez lembrar o dos meus pequeninos.

Mas o teu tinha qualquer coisa em tons de rosa e tinha as bonecas que te tinha mandado....

Lembro-me de eu ter sido muito.....EU!!!!!..... com todos.

Lembro-me das lagrimas da tua mama.

Lembro-me do doce de menina que e a Ritinha.

Lembro-me de te ter feito as caretas que a minha mae me fazia, quando eu era miuda.

Aquelas que ficamos com ar de estupidas, mas que ainda assim eu nao me importei de as fazer. E fiz-te, como faco aos meus filhos, entao, uns oculos com as minhas maos......lembras-te? ahahahahaha

No carro ao ir visitar-te deixei uma quantia simpatica a tua Tia, para quando voltasses do Hospital ela te pudesse encher de miminhos, sem ter que tirar aos filhos dela.

Quando adoeceste agora em Dezembro, eu soube antes, como te disse aqui, mas a Tia e o Rubem falaram no skipe comigo, pouco depois.

Disse-lhes que nao queria continuar a envolver-me.

Que nao conseguia ficar a assistir de longe ao que se iria passar.

Eu ja sabia, mesmo antes do dia 26 de Dezembro....

Disse-lhes que se eu te ficasse a ver partir, seria como os abutres.

E eu nao me queria sentir como um abutre...

Eles certificaram-se de me lembrar que eu nao era um abutre.

Eu nao me limitei a ver.

Eles tinham razao.

Hoje tenho a nocao que fiz o que pude, como certamente, tantas outras pessoas que tentaram ajudar, de outras formas, e das mesmas tambem.

Falei com a minha mae sobre essa minha reacao no Natal.

Como boa mae, ela la me convenceu a permitir-me ouvir o meu coracao.

Porque so me dava vontade de te mandar uma cobertura de edredon com o desenho da tua boneca preferida.

Talvez pareca cruel dizer isto, para quem nao me conhece bem, mas ja que vais acabar por ficar numa cama, entao queria que tivesses a possibilidade de ser com algo que gostasses.

Fiquei surpreendida ao ver um pedido de remodelacao para o teu quartinho.

Claro que me lembrei da capa de edredon que te acabei por enviar.

Perguntei-me se nao teria sido a capa do edredon, que fez alguem ter essa ideia...ihihih

(Nao sou nada convencida, pois nao fofinha?? ehehehehe)

Pedi a todos os que me iam dizendo de ti para parararem.

Eu nao queria acompanhar o teu desfecho.

Mas no FB isso acaba por ser quase missao impossivel.

Por conseguinte e mesmo tendo em mente a data da tua partida, nao quero deixar de me despedir de ti.

Estas-te a querer antecipar ou eu a errar e nao quero correr esse risco.

Quero-te agradecer por tudo o que me deste ao longo deste ultimo ano.

Lamento as pessoas nao acreditarem como eu, que es um anjo!

E que duvidem, que os anjos tem mesmo que ir para casa!

Lamento que sejamos todos um pouco egoistas e que te queiramos ca, entre nos.

Lamento que a maioria das pessoas nao perceba que nao e culpa de Deus.

Deus sendo nosso pai, tanto permite a partida de um idoso, de um jovem ou de uma crianca, como tu.

Isso seria o mesmo que me perguntassem se gosto mais do meu JP, do meu Tomas ou do meu Rafa...

Nenhum pai escolhe um filho em prol de outros.

Amamos todos da mesma forma!

Se Deus e nosso Pai, porque raio julgam que tem preferencias??? Nao percebo esse pensamento!!!

Sao eles que precisam de partir, por razoes que o comum do mortal nao entende.

Fizeste o teu papel.

Entraste em cena, e agora e hora de baixar o pano e ires para casa descansar.

Eu sei disso.

Desculpa de me estar tambem a custar, a aceitar a tua partida.

E igualzinho a uma bela peca de teatro, quando sao bonitas, queremos ver mais e nao queremos que o pano baixe.

Mas sabes que mais?

Nao pude cumprir a minha promessa que andasses de aviao, mas prometo-te que um dia te vou visitar.

Mas isso havemos de ir todos, certo???

Beijinhos MIMI.

Obrigada querida...e ate um dia destes!

 

PS. Sabes que ainda assim sou humana, por isso desculpa-me as lagrimas.

 

Beijinhos De Mim

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diario de uma emigrante às 13:43


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930