Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diario de uma emigrante

Um blog, de auto-ajuda, criado para partilhar a minha experiencia de vida e o meu dia-a-dia. Contado na primeira pessoa, enquanto emigrante, na Republica da Irlanda, desde 2005.



Segunda-feira, 10.03.14

Porque sou assim...

Ha dias assim.

Dias em que la fora e o oposto do dia ca dentro.

Dias em que o sol faz lembrar a minha casa distante.

Ha dias assim.

Em que o tempo la fora em nada se parece com aquilo que eu tento aparentar.

Podia dizer que o sol me trouxe este sentimento, mas nao seria verdade.

Ele ja ca estava, antes de amanhecer.

Nao posso acreditar que sou o unico ser a ter destes dias.

Dias em que me apetece tirar uma tarde com aquela amiga, para um longo cafe, em que nenhuma das duas precisasse, de olhar para o relogio.

Precisava de gastar as palavras.

Aquelas em que precisamos de fazer sons.

Estas estao quase a ficar gastas, ou a razao de continuar, ja nao me faz tanto sentido.

Os dias destas, aqui, estao contados.

O que ainda tem de bom, e que ninguem me interrompe.

O que tem de mau, e que eu nao digo tudo o que quero.

Porque nao quero.

Porque nao devo.

Porque nao posso.

Ha dias assim.

Ha dias, em que NAO quero ser a mae, a dona de casa, a amiga, a filha, a confidente, a esposa.

Ha dias em que queria apenas ser eu, a Carla.

Sabem la eles todos quem sou...

Ha dias em que so me apetece rir de ironia.

Ha dias como o de hoje, em que faco tudo e sou tudo, o que nao queria ser.

Por umas horas, testo a minha faceta de excelente atriz.

E vivo a minha propria personagem, sem nunca o querer ser.

Ha dias assim.

Ha dias, em que me penso, que qualquer dia faco um casting.

Tenho um pressentimento que iria ser bem sucedida.

Ha dias, em que percebo, que se nao for actriz, faco as malas e vou-me embora.

Depois, la vou percebendo, que todos temos dias assim...

Eu e que vivo tudo intensamente e penso logo no 8 ou 80.

Depois la percebo, que ha uma parte de mim, que finge tao bem, que ja comecou a acreditar no que finge.

Depois la vou sendo aquilo, que os outros esperam que eu seja.

La vou fingindo que nao se passa nada.

La vou acreditando que depois de uma noite bem passada, as coisas melhoram e que amanha e outro dia.

E os problemas vao ficando dentro das gavetas, para se resolverem um dia...

E isto ou fazer as malas!

Porque sou assim!

E como nao sei ser de outra forma, vou sendo uma grande actriz...

Beijinhos de Mim

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diario de uma emigrante às 15:36

Quinta-feira, 06.03.14

3 Pilares para 3 Pilas

Sou uma mae deficiente!!!

Nao bato bem da bola, como se diz na giria.

Tenho apenas 2 ouvidos e 2 olhos.

Mas mesmo assim, resolvi ter 3 filhos.

Tenho apenas 2 bracos e 2 pernas.

Mas mesmo assim, resolvi ter 3 filhos.

So tenho 1 boca. Mas a minha mae ensinou-me que e para falar metade daquilo que ouvimos...

Tenho apenas 1 nariz, que por sinal esta dividido em 2...

Mas mesmo assim, resolvi ter 3 filhos.

Tenho apenas 2 maos e 2 pes.

Mas mesmo assim, resolvi ter 3 filhos.

Escondo 1 segredo.

Mas hoje resolvi partilha-lo, aqui.

Foi EXATAMENTE tendo a nocao que EU NAO TINHA 3 bracos, ou 3 pernas, ou 3 maos, ou 3 pes, ou 3 ouvidos, ou 3 bocas, ou 3 olhos, que chegassem para os meus 3 filhos, QUE RESOLVI ter... 3 filhos!!!

Foi EXATAMENTE quando tive a consciencia, de que ia errar, de que eu nao era suficientemente perfeita, aos olhos da sociedade de hoje, que me apercebi, que ninguem iria ser suficientemente perfeito, para educar uma crianca.

Que pelo contrario, que quanto mais essa crianca estivesse no centro das nossas atencoes, pior seria para ela.

Com as exigencias da sociedade de hoje, ter apenas um filho, seria minar a sua educacao, de negligencia. As atencoes, estariam inevitavelmente centradas apenas e somente nele. Nao o deixaria crescer livremente, como merecia.

O meu JP merecia muito mais!!!

Depois de ter perdido a Leonor, percebi que os filhos nao sao meus, mas apenas ''um genero de testes'' que Deus nos permite realizar em nossas vidas.

Nao tenho, nem nunca terei, que saber as listas com as 10 melhores coisas que um pai ou mae pode ser, ou fazer, pelos seus filhos.

Reconhecer que nunca seria suficientemente boa mae, aos olhos de alguma da sociedade portuguesa (e nao so) de hoje, independentemente de ser ''invalida'' fisicamente para ter tres filhos, ou psicologicamente para educar tres filhos.

As coisas nao acontecem por acaso e devemos dar mais atencao aos nossos instintos.

Segui entao o meu instinto e percorri aquele sonho que estava em mim, desde menina.

Ter 3 filhos.

Sabia que a unica coisa que a sociedade me podiam acusar era de AMOR em exagero.

Sabia que falta de AMOR eu nao teria para com os meus 3 filhos.

Tive que conscientemente analisar se eu achava que eles teriam falta de comer.

Percebi que tambem nao. Falta de comer tambem nao teriam, segundo as minhas previsoes.

Podiam vir a ter falta de outras coisas, que a sociedade, quer a todo custo, que acreditemos que sao importantes.

Mas percebi que ha 3 coisas fundamentais, para se ter um filho.

EDUCACAO, COMER E AMOR.

Os 3 pilares para os meus 3 pilas. ihihihi

Todas elas eu sentia-me e sinto, cada vez mais, capaz de lhes dar.

Todas elas se devem dar em casa.

Receber alguma delas nas escolas ou semelhantes, deveria ser apenas entendida, como um bonus.

Percebi tambem que o meu desafio como mae, nao era apenas dar-lhes os 3 pilares, mas sobretudo assegurar-me que nada, nem ninguem, lhes retirava, o que eu  fazia questao de lhes dar.

Infelizmente percebi muito rapido, que o meu desafio seria exatamente esse.

Seria tao importante eu dar Educacao, Comer e Amor aos meus 3 filhos, como me certificar que ninguem lhes tiraria ou tentaria interferir com nenhum dos 3 pilares, aos meus 3 pilas.

Nao ha educacoes perfeitas, nem pode haver.

Educar uma crianca, nao e o mesmo que criar uma.

Educar tem uma componente humana, logo uma componente em que tudo e variavel.

Quando um pasteleiro cria um bolo, mesmo com a receita, as variantes, para que as coisas possam correr mal, sao imensas.

Quando uma mae educa um filho, mesmo que sem instrucoes, as  variantes para que as coisas possam correr mal, sao ainda maiores.

Mas no final, continuara a ser um problema entre mae e filho; e um problema entre eles e Deus.

Beijinhos de Mim

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diario de uma emigrante às 15:23

Quarta-feira, 05.03.14

O MEU CARNAVAL!!!

No dia de Carnaval, aqui na ilha celebra-se o Dia das Panquecas.

Ha varias formas e receitas de como comer panquecas.

Num pais em que as pessoas se debatem com o que vao fazer de comer, pois a ginastica orcamental e ja enorme, achei que o dia das panquecas tinha que ser aqui mencionado. Pelo menos, para tentar ajudar, no menu de algumas das casas, das pessoas que ainda tem alguma paciencia e curiosidade, de vir espreitar os meus desabafos.

Cada ano que as faco, digo a mim mesma que tenho que as comecar a introduzir mais vezes, na ementa, pelo menos mensal, ca em casa.

Doces ou nao, a verdade e que sao deliciosas. E acho que vai ser este ano, que vou comecar a faze-las mais vezes e deixar todos um pouco mais contentes...

Para ja aqui fica a receita de seguramente serem um sucesso:

(renderam-me para 15 de tamanho medio)

 

Panquecas:

 

500gr de farinha

600cl de leite (usei o que faco com a aveia)

4 ovos inteiros

140gr de margarina derretida (derreti no microondas por 30 segundos)

2 colheres sopa de acucar

 

Misturar tudo muito bem e pincelar uma serta com azeite.

Deixar aquecer o azeite uns segundos e colocar uma concha das de sopa, da massa ja mexida.

Quando comecar a fazer buraquinhos, e altura de virar.

Deixar dourar e retirar da serta, repetindo para cada uma, o mesmo processo.

Garanto que ficam divinais.

Ca em casa ontem foi o nosso jantar!!!

Acompanhamos com o que eu coloquei em cima da mesa de jantar:

-morangos, kiwi e banana (partido aos pedacinhos)

-mel, acucar e limao (ja partido e lavado)

-chantilly e nutella

-golden syrup (uma especie de caramelo)

 

Normalmente o maridao, acompanha com queijo e fiambre. Mas como fiambre e coisa que ja nao existe no nosso frigorifico, desde o fim de Outubro, ontem fomos todos para as panquecas doces.

Tive entao a ideia de aproveitar as salsichas, que ainda e a unica carne que se compra, por estas bandas, para enrolar com uma panqueca com molho de francesinha, foi algo que todos concordaram em querer experimentar.

E como agora o maridao esta entusiasmado com os ''Cup-cakes'' de legumes, que diga-se a bem da verdade, sao deliciosos, e estao ja a tomar o lugar das salsichas, nas nossas refeicoes de sabado ao meio-dia, deixa-nos assim com margem de manobra para nao sair da unica refeicao de carne que se faz ca em casa, e podermos entao experimentar a panqueca enrolada, com salsicha, queijo e molho de francesinha.

Ate eu ja me estou a babar!!!

Ja aqui deixei a receita do molho de francesinha, facil e rapido.

Por isso, e hora de comecar a planear o fim de semana, ou entao fazerem uma surpresa logo ou amanha, aos miudos...e graudos.

Espero que o vosso carnaval tenha sido tao doce como o meu!!!

O meu foi bem mais ao meu agrado, ja que detesto o carnaval.

Assim sendo e nestes dias que sinto, que Deus tem sido maravilhoso comigo e com os meus, mesmo tendo, os outros dias, aqueles, em que sinto aquela palavra unica e universal, que so nos portugueses temos e conhecemos taooooooo bem.....SAUDADES!!!

Saudades dos amigos e da familia!!!

Saudades do sol!!!

SAUDADES....ENFIM!!!

Beijinhos de Mim

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diario de uma emigrante às 13:49


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031