Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diario de uma emigrante

Um blog, de auto-ajuda, criado para partilhar a minha experiencia de vida e o meu dia-a-dia. Contado na primeira pessoa, enquanto emigrante, na Republica da Irlanda, desde 2005.



Segunda-feira, 20.01.14

Um fim de semana num hospicio.

Na proxima vez que alguem me ouvir dizer, que adoro ser mae e nao trocava isso, por nada do mundo, lembrem-me que e uma grande de uma mentira!!!

Cheguei a essa conclusao!!!

Para continuar a dizer que adoro ser mae, e ser a mae que sou, para o bem da minha sanidade mental, e por conseguinte, da dos meus filhos, preciso de trocar esse estado de graca, por umas horas... com alguem.

Alguem em quem confie. Alguem que me de certezas que eles ficarao bem entregues. Seguros e felizes.

A sociedade mudou.

Mas ha tantos malucos hoje, como antigamente.

Hoje em dia, ha pessoas, como eu, completamente doidas, que decidiram ter 3 filhos.

E quereremos fazer tudo, aos 3, como se so tivessemos...UM!

Imaginem!!!

E sim....e maravilhoso!

E sim....alguem nos devia internar num hospicio e deitar fora a chave!

Quanto mais nao fosse, por um fim de semana.

Um aqui; outro ali...

Ia fazer com que nao parecessemos, TAO doidos, certamente.

Depois de voces fecharem a porta do hospicio, Nos, os doidos, comecavamos a correr, para ver quem chegava mais depressa, as camas.

Como os ratos de laboratorio, a procura de comida.

So para ver por quanto tempo, eramos capazes de dormir, sem sermos importunados.

Claro que nao era para reivindicar o sono perdido, na esperanca de o recuperar. Nao, nada disso!!! 

Um sofa e uma televisao com as series que estavam a passar na altura que fomos maes, tambem davam jeito, la nesse hospicio.

Se demorassem a encontrar a chave, podiam la deixar, tambem, uns livros, que nem precisavam de ser recentes. Ter tempo para ler, algo mais que este blog, e tarefa para o Tom Cruise.

Missao impossivel e tambem ouvir musica, quanto mais ir a concertos.

Um filme de longe a longe, visto aos bochechos, porque um dos miudos acordou e esta a chorar com fome, ja e muito bom.

Isto, quando se consegue, ser persistente e desejar mais ver aquele filme, do que a cor dos nossos lencois.

As vezes, nem com a maior forca de vontade, conseguimos ver o filme ate ao fim.

Muitas vezes, com sorte, la conseguimos ver 10 minutos a muito custo.

E quando nos perguntam se ja estamos a dormir, ja nem ouvimos a pergunta...quanto mais agora, estarmos capazes, para responder, que obviamente que SIM!!!!

Nem aquele filme, em que entra o nosso actor favorito.

Nem pensar. Aterra-se e prontos!

E so nao vamos pra cama ao colinho, porque, porque...

Porque estamos mais pesadas, do que na nossa noite de nupcias. Essa e que e essa!!!

E porque quando casamos, compramos um apartamentozinho e depois com tanta criancada, acabamos por arranjar uma casa com escadas.

Em que a sala fica num piso e a porra da cama noutro.

Em defesa dos maridoes, isso torna-se, tambem, desencorajador para eles.

Ja nao bastava o nosso aumento de peso, temos agora, o factor escadas.

Isto para ja nao falar do proprio aumento de peso deles.

Estranhamente, nos ficamos gravidas, uma, duas, tres vezes. 

E eles, tao amaveis, como sempre, para nao nos sentirmos tao sozinhas, resolvem, entao fazer-nos companhia, no que toca ao aumento de peso. Podiam era tambem, fazer-nos companhia, em algumas das noites, mal dormidas.

Ou entao deviam decidir abandonar-nos.

Aos sabados de manha.

Na nossa cama.

Ficavamos assim, coitadinhas de nos, abandonadas, em casa, sozinhas, entregues a nossa sorte.

A sorte da nossa cama!!!

Isso sim...isso e que era uma grande ideia.

Sao uns idiotas!!!

Somos umas sortudas!!!

Eles mimam-nos a grande e a francesa.

Ate nos arrumam a cozinha, quando ja nao temos forca para tal tarefa, ao final do dia.

Depois de estarmos em casa, todo o dia sem fazer nada!!!

Somos umas preguicosas!!!

So nao percebo, que teoria e essa que nao fazemos nada, mas que depois, nao querem vestir a nossa pele por umas horitas e nos as deles.

Nos a sermos tao amorosas...

-''Oh amor, tratar dos miudos, nao da trabalho nenhum!!!''

Entao nao sao eles que pensam, que nao fazemos nada???

Va...entao agora sim, tambem, ja podemos chamar-lhes de preguicosos!!!

Eles ja tomaram conta dos 3...quanto mais nao tenha sido, por umas horas, sentados no sofa, a ver televisao, enquanto os miudos dormiam e nos fomos so ver a bola...ao cafe!!!

ihhihihihihihihihih

Beijinhos de Mim

 

PS. Um beijinho a todas as doidas e seus maridos.

     

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Diario de uma emigrante às 00:00


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031